sábado, 14 de abril de 2012

269 > Chilli Pepper Single Hotel, será inaugurado dia 30 de Abril



CHILLI PEPPER SINGLE HOTEL “conceito de spa e relaxamento” Está chegando: entre o final de abril e meados de maio, será inaugurado no coração de São Paulo o mais novo projeto do empresário Douglas Drumond. A cidade de São Paulo se consolida cada vez mais como uma das mais importantes do mundo, sendo atualmente um dos principais pólos internacionais de investimento – foi a 4ª cidade em capital investido durante 2011 no globo. Neste cenário positivo, o mercado LGBT mostra-se cada vez mais atento ao movimento crescente de profissionais e mesmo até de turistas na cidade, sejam brasileiros ou estrangeiros. É fato bem conhecido que negócios ligados à comunidade LGBT tem tido visibilidade crescente e bons retornos financeiros. Atento a isso, Douglas Drumond (empresário, jornalista, apresentador, presidente da Câmara de Comércio LGBT, presidente de honra do Casarão Brasil e ligado à criação deste, além de dono do saudoso Clube 269) vem de encontro à vocação cosmopolita da capital paulistana e introduz no país um novo conceito de hotel, o “single hotel”. 

 VISÃO 

 Projeto ambicioso, atualmente orçado em cerca de R$ 2,8 milhões, o Chilli Pepper Single Hotel é um complexo de 2,3 mil metros quadrados distribuídos em três andares de um prédio que foi inteiramente reformado e reestruturado, bem no largo do Arouche, na saída do Minhocão. Drumond declara que a escolha do espaço foi estratégica, pois a região central experimenta forte revitalização urbana e o perímetro do Arouche com a Rua Vieira de Carvalho posiciona-se como uma das principais vizinhanças de frequência gay em São Paulo, 24 horas por dia. E em tempo integral o Chilli Pepper oferece, além de 124 quartos de solteiro, três suítes presidenciais e duas “confort” (todos com ar condicionado e TV de tela LCD) – e também armários (‘lockers’) para visitantes locais. 

 SINGLE 


O hotel para solteiros, cuja estrutura e serviços o colocam em igualdade aos melhores do gênero no mundo, tem aquecimento no piso (com lareira central), água filtrada nos chuveiros e jacuzzis, dois ofurôs, uma piscina de inverno com cascata e outra de verão ionizada com filtro de areia, além de catwalk central. Há também uma sauna a vapor com 60 m² e piscina interna resfriada (e água filtrada) e uma sauna seca com design de bancos ergonômicos em peroba rosa. Com um elevador que conecta os três andares, esse bonito e sedutor hotel conta ainda com um lounge bar em formato L, com sete metros quadrados e mobílias do notório designer Philippe Starck. Sem falar ainda numa pequena sala de cinema com 22 lugares, que promete ter uma programação especial. 

 DESIGNER 

 Todos os espaços foram pensados em melhor servir o freqüentador para momentos de intenso descanso & lazer. E é o próprio arquiteto do hotel, Fred Mafra, nascido em Belo Horizonte e premiado na última Bienal de Arquitetura de São Paulo, quem revela um dos principais diferenciais de seu projeto: “Adotamos material sustentável visando o conforto e apoiamos o projeto de urbanização do Largo do Arouche, através de termo de cooperação junto à subprefeitura da Sé”. Drumond declara que a 269 deixou muitas saudades, mas que o Chilli Pepper é duas vezes maior e três vezes melhor: “Gosto muito da marca 269, mas o projeto Chilli Pepper é tão superior, que não consigo manter o mesmo nome. Estou achando simpático falar em 269 Chilli Pepper Single Hotel, ficou um nome sexy e engraçado. Mas manteremos as mesmas noites temáticas da 269 e estamos abertos a novas parcerias com promoters”. 

 STAFF 

 Inicialmente, o complexo empregará por volta de 50 profissionais fixos, sendo 20 transexuais, e cerca de 140 trabalhos indiretos. Na equipe que está ajudando desde o início o empresário a concretizar este projeto estão, além de Mafra, Nando Scofield, Sarita Tobias, Rogério Oliveira, Marcio e Tiago Meira todos unidos para fazer do novo Chilli Pepper um marco na história do empreendedorismo e do lazer para homossexuais em São Paulo e no país. Será um prazer, e que Drumond pretende em breve estender para o Rio de Janeiro... 

Serviço: 
Chilli Pepper Single Hotel Largo do Arouche, 610 São Paulo – SP – Brasil 
www.chillipepper.com.br 
Estacionamento próprio e conveniado com entrada pela Rua Frederico Abranches Maiores 

Informações: Daniel Almeida
daniel.almeida@almeidacomunicacao.com.br 
11 3331.3336

9 comentários:

  1. Fui no 01/05 e me decepcionei totalmente com o ambiente q achei frio nos dois sentidos: o humano e na construção adaptada de um banco q funcionava ali...

    >>>>>>>>>

    O pior foi o roubo: cobraram R$ 45,00 ,mas não havia armário: minhas coisas não cabiam na sacola, já q estava frio e estava com jaqueta grossa...tive q ir várias vezes pedir pra pegar algum gel , trident etc etc...Super constrangedor...

    >>>>>>>>>>

    O local está inacabado, piso horrível, o ambiente super frio, e o dono falava q demorou a obra pq ia pôr piso aquecido e sei lá o q... Tinha vários funcionários mexendo em instalação elétrica, a sauna a vapor desligada, um absurdo, sauna seca ligaram depois, mas não ficava aquecida de jeito nenhum...

    >>>>>>>>>>

    A área de chuveiros ficava alagada qdo alguém tomava banho e aquele frio e a gente pisando em poça dágua , aí vinha uma funcionária ( travesti) e ficava de plantão puxando a água...

    >>>>>>>>>>

    Aliás entrou uma travesti e ficou de toalha com peitos de fora, nada contra ,mas quem anunciou na mídia q era só para homens, é tão ingênuo esse dono, vai ver está tomando champagne demais...

    >>>>>>>>>

    Música super broxante: a qualidade técnica nem lembra como era na 269 e o tipo de som escolhido é de bar alternativo parado no tempo...A rádio Alpha ligada nas saunas seria bem melhor...

    >>>>>>>>>

    Cerveja skol R$6,00 e Heineken 7,00 ( estão se achando na balada ...mas sem som...) O cara lá errou o preço e disse q a Heineken era o mesmo preço e o tonto aki pegou duas, achando q era 6,00 ....

    >>>>>>>>>

    Funcionários com cara de trabalham há anos no local, não vi simpatia nenhuma, tampouco profissionalismo..Se não bastasse o som trash , para o ambiente, a travesti enxugadora de poças da área do chuveiro mal projetada ainda cantarolava as músicas : super excitante...

    >>>>>>>>>

    Como não havia armário, havia uma pulseira igual de balada q o cara colou no meu pulso e grudou até os pêlos...É mole? O pessoal q pegou quarto andava com um cartão chave no pescoço , super desconfortável aquilo...

    >>>>>>>>>

    Mais mentiras: anunciou 3 andares e só havia dois mal acabados...Ninguém se preocupou em explicar nada, só falaram q a sauna a vapor ia ligar às 21h, mas não ocorreu e q no futuro ia ter armário...Área externa totalmente crua e outra coisa q vi é q a piscina é visível por uns 3 prédios residenciais de Santa Cecília...Será ,qdo inaugurada, sem privacidade nenhuma...E isso é hotel chic q respeita o segmento?

    >>>>>>>>>>

    Não há sinalização de saída nem para pagar e ninguém fala nada....

    >>>>>>>>>

    Em nada lembrou a 269 e o tal dono falou q o projeto é bem melhor, ele é um safado em abrir um lugar caro, inacabado e sem lugar pra sentar, nem na área do bar havia um encosto...imagina chão de cimento com paredes de concreto, aquele frio, poucas pessoas ,técnicos mexendo em fiação e som de obra: eis a tal farsa do ano: Chilli Peppers - a pegadinha destaque do feriado do dia do trabalho.

    >>>>>>>>>>

    E onde estava o dono do empreendimento em meio a essa farsa? Ele é bom de gogó mesmo, hein, um vendedor de gato por lebre de primeira. E ainda vai cobrar caro por um lugar assim? Ou abaixa o preço ou termina esse hotel...Sugiro q não vão no primeiro mês, pq tem mt coisa pra terminar e tá fraco de público tb...

    ResponderExcluir
  2. É Douglas tem que se conscientizar que o seu público é crítico, não cabe mais improviso.

    ResponderExcluir
  3. Eu não fui ainda, mas pelos comentários perdi a vontade. Infelizmente aqui nesse país nunca se preocupam com qualidade e só no lucro e nós consumidores temos que ser inteligentes e não ficar gastando dinheiro a toa, apoiando a proliferação de maus serviços prestados.

    ResponderExcluir
  4. Achei péssimo. A 269 era muito melhor.

    ResponderExcluir
  5. eu estive na chilli peppers no começo do mês de outubro e pude ver algumas melhoras mas o terceiro andar ainda não está pronto, não é permitido o acesso ainda estava com falta de funcionários no bar e na area interna não tinha mais bebidas alem do que cervejas não tinha cigarro a venda a piscina externa estava desligada e um funcionario do local disse que o motivo seria a falta de estrutura. Espero que os administradores do local tome as devidas providencias pq essa propaganda concerteza é enganosa. sinalizações precarias iluminações nem se fale...ainda tem muito oq melhorar!

    ResponderExcluir
  6. Putis ... não sou de são paulo e fui convidado a conhecer este lugar, entrei no site para conhercer e todos os comentários me fez desistir de conhecer um lugar e o brother que me convidou para ir fuder lá. nossa perdi ate o tessao pela pessoa que me convidou para ir a este lugar pelo seu gosto ( convite ) credo valew a todos

    ResponderExcluir
  7. bem feito pra essa bichas que vem em sauna achando que vao achar o lugar como se fosse a sala da casa de vcs kkkkk vir em sauna em epoca de inverno com tudo inacabado so poderia mesmo se decpecionar mesmo pq ali de hotel nao tem nada e sauna com lugar de putaria como todo lugar quem quer hospedagem vai realmente para um hotel, eu fui e gostei pq a minha proposta era fuder e o que nao faltava era rola e cu deliciaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  8. Quantos comentários desnecessários!Eu fui lá gostei mt, pq fui só pra transar, não pra achar q estava em uma festa chic!mt menos na minha casa que é bem confortavel...Quando fui tinha mt homem bonito dei penkas!!!Não vejo a hora de voltar...

    ResponderExcluir
  9. Mas nem vou lá.... chorei largadooo. kkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *