segunda-feira, 29 de junho de 2009

A Década dos Sentimentos volúveis!


VOLÚVEL: adj. Que se volve; que gira facilmente.
Fig. Inconstante, instável, variável.


A Felicidade,há a felicidade.
Admirada,caçada,buscada nos mais remotos cantos do mundo.
O sentimento que corremos atraz desde que saímos do ventre de nossa mãe.A nossa única razão de viver.
A felicidade está no ato de amar,agradecer,sorrir,corresponder,elogiar.A felicidade não é, como dizem difícil de lidar.Há não, ela é fácil, mas perigosa.Perigosa quando trabalhada errada.
Infelizmente,a felicidade parece brincar de esconde esconde nos tempos modernos.Ela engana,ô se engana.

As pessoas não amam,elas adoram.
Mas o que há de errado em adorar?NADA.
O problema está como sempre nas pessoas,elas adoram de mais;E demais não é em intensidade, mas sim na quantidade.


As amizades perderam o sentido,o valor,a essencia.
O amor a razão do próprio nome.
A felicidade é momentânea e o coração que já muito sofrido e desgastado pelo nosso dia a dia,chora lágrimas de sangue por ver a felicidade partir tão depressa, como uma ventania,como poeira.

A poeira,a aaa a poeira,perfeita comparação.Em casa quando usamos nossos espanadores,não tiramos a poeira;Apenas deslocamos ela de lugar.Essa é a atual felicidade.
Daqui para lá e de lá para cá..nunca um lugar certo..

Já dizia Mário Quintana:

"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa,você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.Percebe também que aquela pessoa que você ama ou acha que ama, e que não quer nada com você,definitivamente, não é a pessoa da sua vida.Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e,principalmente, a gostar de quem também gosta de você.O segredo é não correr atrás das borboletas...é cuidar do jardim para que elas venham até você.No final das contas, você vai achar,não quem você estava procurando,mas quem estava procurando por você..!"


Mas é sempre bom lembrar,que as borboletas vivem apenas 15 dias!


Por Erik

 

5 comentários:

  1. é kito, acho que preciso aprender a gostar de mim mesma e parar de correr atrás de borboletas...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog amore, ta cada dia melhor :D

    bj e te adoro

    ResponderExcluir
  3. Amaury Gonçalves1 de julho de 2009 23:08

    É bom ver que você esta aproveitando bem as mensagens que esta no livro que eu te emprestei do Maneco. É isso ai!!!
    até a próxima!

    ResponderExcluir
  4. haaa..Já compartilhava das mesmas idéias.Ele só me deu um empurrão^^

    ResponderExcluir
  5. sentir realmente o que é sentido pelo palpitar de uma alma sem rumo é a liberdade de poder transparecer o que realmente somos...
    lindo poema...adorei...

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *